Informações

Slides 2017 – Óbito Intra-Útero de um Gemelar

Aulas
26/07/2017 | 672 Visualizações |

Óbito intra-útero de um gemelar – Dra. Mariana Nunes Pinheiro Rialto

Conteúdo dos Slides – Óbito Intra-Útero de um Gemelar

1. Óbito Intra-útero de um Gemelar Mariana Nunes Pinheiro Rialto Especializanda em Medicina Materno-Fetal
2. Introdução • 1º trimestre – “Vanish twin” • Mais comum • 2-3º trimestres • Monocoriônica > Dicoriônica • Pior prognóstico Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Óbito intra-útero de um gemelar
3. Introdução • Causas • Similares às gestações únicas • Monocoriônica – complicações STFF • Monoamniótica – entrelaçamento de cordões Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Óbito intra-útero de um gemelar
4. Introdução • Consequências ao gêmeo que sobrevive • Dicoriônica • TPP – prematuridade • Monocoriônica • Óbito • Danos a diversos órgãos • Encefalomalácia multicística (20%) • TPP – prematuridade Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Trombose STFF aguda Óbito intra-útero de um gemelar
5. Incidência • 1 º trimestre – >50% das gestações gemelares. (Varma, 1979) • 2º – 3º trimestre – 0,5-6,8% • Monocoriônica 3-4x mais. • Óbito de ambos é infrequente. • Trigemelar – 4,3-17% Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Óbito intra-útero de um gemelar
6. Achados ultrassonográficos • Dependem da causa e do tempo do óbito. • Avaliar biometria, anatomia, LA, inserção do cordão de ambos, além da corionicidade. Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Óbito intra-útero de um gemelar
7. História Antenatal • Faltam estudos prospectivos. • Relato de séries de casos ou estudos retrospectivos relacionados à desfechos desfavoráveis. • Vigilância do feto sobrevivente não garante bom desfecho. • Não está recomendado parto <37 semanas. Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Óbito intra-útero de um gemelar
8. Manejo da Gestação • Referenciar para centro terciário. • Manejo depende • Idade gestacional • Maturidade pulmonar • Comprometimento do outro gemelar. • Recomendações – série de casos/opinião de especialista Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Óbito intra-útero de um gemelar
9. Manejo da Gestação • Após viabilidade • Monocoriônica • Orientar risco de leucomalácia multicística. • RM 2-3 semanas após o óbito. • Monitorização semanal da vitalidade. • Córticóide (24-34 semanas) se parto antecipado. Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Óbito intra-útero de um gemelar
10. Manejo da Gestação • Após viabilidade • Dicoriônica • Monitorização semanal da vitalidade. • Córticóide (24-34 semanas) se parto antecipado. Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Óbito intra-útero de um gemelar
11. Manejo da Gestação • Após viabilidade • Ao nascimento • Gasometria e hematócrito do cordão umbilical. • Oferecer autópsia do gemelar em óbito. • Anatomopatológico da placenta. • Comunicar pediatra do ocorrido. Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Óbito intra-útero de um gemelar
12. Manejo da Gestação • Pré-viabilidade • Monocoriônica • Orientar risco de leucomalácia multicística • RM 2-3 semanas após o óbito • Dicoriônica • Manejo como gestação única Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Óbito intra-útero de um gemelar
13. Intervenção intra-útero • Monocoriônica • Morte iminente de um gêmeo • > 28 semanas – cesariana • <28 semanas – Interrupção seletiva (oclusão cordão, ablação anastomoses placentárias) Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Muitas vezes imprevisível 4,6% gestações sem qualquer complicação Óbito intra-útero de um gemelar
14. Tratamento do RN • Avaliação e acompanhamento neurológico Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Óbito intra-útero de um gemelar
15. Desfecho a longo prazo • Nicolini and Poblete, 1999. • 119 gestações monocoriônicas com óbito de um gemelar • 9% óbito do segundo gemelar • 10% óbito neonatal • 24% morbidade grave neonatal (porencefalia, encefalomalácia multicística, necrose renal, atresia intestinal) Bianchi, DW; Crombleholme, TM; D´Alton, ME; Malone, FD. Fetology, Diagnosis and Management of the Fetal Patient. 2 ed. Mc Graw Hill, 2010. p. 810-817 Óbito intra-útero de um gemelar